sexta-feira, outubro 26, 2012

Súmula de todas as atividades da AEDAR


Face às recentes noticías sobre a AEDAR, publicamos uma súmula de todas as atividades da AEDAR desde a sua criação em 2003. Mais informamos que a AEDAR e o Grupo Desportivo Parlamentar são entidades distintas. Todas as despesas referentes a deslocações, estadias e refeições são pagas pelos próprios associados que participam nos eventos, para além da quotização anual.



ASSOCIAÇÃO DOS EX- DEPUTADOS DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA

Constituição


Por iniciativa de um grupo de Ex-Deputados constitui-se em Lisboa, a AEDAR - Associação dos Ex-Deputados da Assembleia da República por escritura pública de 16 de Julho de 2003.


O respeito pelo pluralismo ideológico foi uma das preocupações assumidas pelos organizadores na constituição da Comissão Instaladora, desde o início dos contactos.


De acordo com os estatutos da AEDAR este grupo funcionou como Comissão Instaladora até à primeira Assembleia Geral que elegeu por unanimidade os primeiros Corpos Sociais em Dezembro de 2004.


A AEDAR de acordo com o Regulamento Interno e os Estatutos propôs:


a) Constituir um espaço de encontro, de convívio e de relacionamento entre os Ex – parlamentares que exerceram funções na Assembleia Constituinte e na Assembleia da República;

b) Contribuir para a valorização da Assembleia da República enquanto órgão de soberania;

c) Incentivar o relacionamento, colaboração e intercâmbio com entidades similares, nomeadamente em projetos de cooperação e de solidariedade, em particular com as dos países da CPLP e da União Europeia.


A AEDAR é, assim, um exemplo de sã convivência democrática entre pessoas de origens diferentes, com pensamento e ideologias diversas.


Em Março de 2005 a Associação dos Ex-Deputados foi declarada, por deliberação da Assembleia da Republica, como Associação de Interesse Parlamentar, ao abrigo do nº.3 do artigo 28º. da Lei nº.7/93, de 1 de Março (Estatuto dos Deputados).


Atividades desenvolvidas


Ainda em 2005, mais propriamente no dia 5 de Maio, Dia da Europa, a AEDAR iniciou de forma regular as suas atividades com a realização de uma conferência intitulada “ Portugal e a Europa” proferida pelo Prof. Ernâni Lopes.


Desde então a AEDAR promove, de acordo com uma calendarização anual, diversas iniciativas. A participação em homenagens póstumas a Ex- Presidentes da Assembleia da República, ações de caráter cultural, seminários, conferências, encontros regionais e visitas de estudo têm sido realizadas com o objetivo principal de contribuir para uma abordagem multidisciplinar e para uma reflexão independente de temas ou questões relevantes para a sociedade contemporânea. Apresentamos, em síntese algumas dessas atividades:


- O Seminário sobre a Integração de Imigrantes de países Terceiros, que contou com a participação do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, com os Embaixadores da Ucrânia e de Cabo Verde, Deputados da Assembleia Nacional de Cabo Verde, um Representante da CPLP, o Presidente da ACIME; o Presidente do Rotary Clube de Lisboa/Benfica e representantes de diversas associações de imigrantes existentes em Portugal;


- A Conferência sobre energia, que versou o tema A Factura da Energia. Que soluções para os cidadãos?”. Esta conferência teve como objetivo a reflexão sobre a problemática da energia no ângulo da produção e da dependência das fontes atualmente mais significativas e das alternativas que se perfilam num futuro próximo.
Contou com a presença de diversas personalidades, de renome e conhecimento reconhecido, debatendo um assunto da mais elevada importância para o futuro económico e social do mundo;


- O Seminário “Portugal e o Direito Internacional Humanitário. Foi organizado em conjunto com a Cruz Vermelha Portuguesa e teve como objetivo sensibilizar os participantes para os princípios básicos do Direito Humanitário. Entre os oradores destacamos o Prof. Doutor Jorge Miranda, da Faculdade de Direito de Lisboa; o General da Força Aérea Portuguesa, Manuel de Campos Almeida; a DrªPaula Escarameia, da Universidade Nova de Lisboa; a Drª Patrícia Galvão Teles, do Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Dr. Felice Dindo, da Cruz Vermelha Internacional;


Em simultâneo, e em consonância com o tema Direito Internacional Humanitário”, a AEDAR apadrinhou a Exposição “Até a Guerra tem Limites”.Tratou-se de uma exposição de grandes painéis fotográficos e que esteve patente no átrio do edifício novo da Assembleia da República. Tratou-se de uma iniciativa conjunta da AEDAR, da Cruz Vermelha Portuguesa e do Comité Internacional da Cruz Vermelha. Posteriormente esta exposição esteve patente na Casa do Infante, no Porto, com o apoio da C. M. do Porto que se associou a esta iniciativa.


Prosseguindo:


- A Conferência subordinada ao tema Portugal face aos desafios de inovação”,sendo nosso convidado/orador o Dr. Artur Santos Silva , conferência realizada na sede da Fundação Portugal – África no Porto.


- A Conferência intitulada Poupanças Individuais e Sistema Financeiro”tendo como conferencista o Dr. José da Silva Lopes;


- O Seminário intitulado "Violência - Prevenção, Mitigação e Resposta", realizado em colaboração com a Cruz Vermelha Portuguesa. Para além de outras individualidades conhecedoras da temática da violência, contou com a participação especial da Dra. Judith Fairholm, da Cruz Vermelha do Canadá que apresentou a Estratégia Global da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho contra a violência.


- Fórum “ O Social no séc. XXI – A Economia Social”, realizado a 23 de Setembro de 2011, no auditório do Edifício Novo da Assembleia da República e que contou com a presença dos seguintes oradores convidados: Professor Dr. Augusto Mateus, Dr. Carlos Andrade (Secretariado Nacional da União das Misericórdias Portuguesas), Dr. Alberto José Ramalheira (Presidente da União das Mutualidades Portuguesas), Dra. Maria do Rosário Carneiro (Ex - Deputada e Docente Universitária) e o Dr. Mário Carreira (Epidemiologista da Direcção Geral de Saúde). Neste Fórum tentou debater-se a crescente dimensão dos aspetos sociais, com especial relevo para a chamada economia social.


- Fórum “ O Social no séc. XXI- As Redes Sociais numa Democracia Liberal”, um evento que decorreu a 29 de Fevereiro de 2012 e que contou com a presença do orador convidado Dr. José Manuel Fernandes. Neste fórum debateu-se a realidade das novas tecnologias de informação, as suas vantagens e desvantagens, a sua influência no mundo, a questão da info- exclusão e o facto das novas tecnologias serem, atualmente, vitais para a economia mundial.



- Seminário “ O Social no séc. XXI – A Inovação aprende-se?”, realizado a 30 de março de 2012 e ainda no âmbito da temática do “ Social no séc. XXI”, da qual já se tinham realizado outros 2 fóruns. A oradora convidada deste seminário foi a Prof. Dra. Elvira Fortunato, que permitiu aos presentes conhecer o exímio trabalho que se faz em Portugal no que diz respeito à inovação e ciência. Deste evento podemos retirar as seguintes conclusões:


- A Inovação ensina-se, estimula-se e trabalha-se;


- Sublinhar a importância do primeiro ciclo como primeiro contacto com o Conhecimento e por que não desde o jardim-de-infância;


- Tornar a carreira académica competitiva, premiando o mérito, sugerindo-se alteração da lei vigente;


- Combater a falta de visão das empresas portuguesas em relação à Inovação e à falta de visão estratégica;


- Integrar equipas com formações académicas diversas e de diferentes nacionalidades é uma mais-valia para o sucesso de qualquer projeto;


- Criar autonomia financeira aliviando tanto quanto possível o orçamento de estado é uma boa prática;


- Valorizar o que temos de bom e o que de excelente qualidade se faz em Portugal;


- Alinhar a estratégica científica com a estratégia política tendo em vista os resultados, orientando a investigação para uma relação íntima entre as empresas e as Universidades;


- As crises potenciam soluções.





-Fórum – “ Como Conviver com o seu corpo” – realizado a 30 de Maio, este fórum foi pensado no âmbito do ano europeu para o envelhecimento ativo, tendo tido como orador convidado o Dr. Eduardo Mendes (médico de família e Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Oeste Sul). Este fórum permitiu retirar diversas conclusões sobre o envelhecimento ativo, numa altura em que, quer a nível nacional, quer a nível europeu, a população sofre um envelhecimento muito acentuado, mudando também o paradigma de pessoa idosa e o seu papel na sociedade atual.


A 26 de Junho de 2012, no seguimento do Fórum” O Social no Séc. XXI – A Inovação aprende-se “, a AEDAR teve a oportunidade de visitar as instalações do CENIMAT (Centro de Investigação de materiais) integrado na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, a convite da Prof. Dra. Elvira Fortunato, premiada cientista e professora.

Nesta deslocação a AEDAR pode ficar a conhecer o meritório trabalho desenvolvido neste centro de investigação que se dedica a desenvolver diversas ações de investigação, desenvolvimento e inovação em diferentes domínios de ponta da área da Ciência, Engenharia de Materiais e Micro / Nanotecnologias, envolvendo as áreas de semicondutores, óxidos, polímeros, cristais líquidos, filmes finos, metais, biomateriais, cerâmicos, vidros e materiais compósitos.


Todos os anos a AEDAR encerra o seu Plano de Atividades com a realização de um Almoço/Conferência de convívio pelo Natal. O primeiro teve como conferencista o Senhor D. José Policarpo, Cardeal Patriarca de Lisboa, que abordou o tema “Estado e Religião” do qual resultou uma separata.



Nos anos seguintes foram oradores os Antigos Presidentes da República e personalidades de relevo:


- A Conferência intitulada A Aliança das Civilizações, o contributo das Nações Unidas para o quarto pilar do desenvolvimento sustentável”, proferida pelo Senhor Dr. Jorge Sampaio, na qualidade de Alto Representante da ONU para a Aliança das Civilizações.


- A Conferência intitulada "Portugal, que Futuro?", que teve como orador o Sr. Dr. Mário Soares.


- A Conferência sobre o tema “A situação actual: o reflexo do passado e as necessidades do presente e do futuro". Intervenção proferida pelo Senhor General Ramalho Eanes.


-Conferência proferida pelo Dr. Rui Vilar sobre o tema O Papel das Fundações em Portugal”, realizada na Fundação Gulbenkian com visita às instalações e ao Museu.


Em 2011 a AEDAR encerrou o ano com um almoço /conferência de confraternização precedido de visita à Fundação Champalimaud. Tivemos como conferencista a Presidente da Fundação Champalimaud, Dra. Leonor Beleza, que abordou o tema “ A Fundação Champalimaud” .


Para além dos Seminários, Conferências e visitas de estudo a AEDAR realizou também encontros regionais, procurando sempre fomentar o debate de temas de interesse regional e local.



Desses encontros destacam-se:


- Encontro de Vila Real. Onde o Ex-Deputado Carlos Lage, Presidente da Comissão de Coordenação da Região Norte falou das “Relações Fronteiriças do Norte de Portugal com a Galiza, Castela e Leon”;


- Encontro de Viseu. Contou com a presença do Ex-Deputado Fernando Ruas, Presidente da Câmara Municipal de Viseu e Presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses, o qual discursou sobre “Perspetivas atuais e futuras do Poder Local”;


- Encontro de Leiria. Foram convidados como palestrantes os Ex-Deputados Tomaz Oliveira Dias e Henrique Neto que se pronunciaram sobre “Situação Socioeconómica Nacional face a Espanha”;


- Encontro de Beja. Contou com a presença do Ex-Deputado e Euro-Deputado Luís Capoula Santos e do Presidente da Região de Turismo Planície Dourada, Dr. Victor Fernandes da Silva que falaram da “Situação Atual e Perspetivas Futuras da Agricultura no Alentejo” e do “Turismo do Interior e Litoral Alentejanos”,respectivamente;


- Encontro de Braga, O Ex-Deputado e associado António Mota Prego discursou sobre o tema “Descentralização Administrativa”,e o Prof. Cândido de Oliveira aprofundou o tema “Relações de Cooperação – Galiza e o Norte de Portugal”;


- Encontro de Coimbra. Foi convidado o Prof. Dr. José Portocarrero Canavarro, Vice-Reitor da Universidade de Coimbra, que fez uma intervenção sob o tema “Educação – novos desafios para a valorização das pessoas”;



- Encontro de Castelo Branco. Apadrinhado pela CM de Castelo Branco, contou com a presença do Prof. Dr. João Ruivo, Vice-presidente do Instituto Politécnico de Castelo Branco que abordou o tema “Uma Região em Desenvolvimento”;


- Encontro de Faro. Foi promovido pelos associados Ex-Deputados Constituintes Carlos Brito e Luís Filipe Madeira que abordaram temas relevantes de interesse algarvio;


- Encontro no Porto. Teve lugar no Palácio do Freixo, tendo sido convidado o Ex-Deputado Rui Rio, Presidente da Câmara Municipal do Porto, que proferiu uma intervenção sob o tema “Porto – Presente e Futuro”.


Paralelamente realizou distintas ações culturais, as quais têm contribuído para fomentar e consolidar as relações entre os seus associados.

Entre elas:


-Encontro Cultural na Fundação de Serralves; Esta iniciativa contou com uma visita à exposição patente no museu Serralves e um jantar, onde o Presidente da Fundação, o Ex-Deputado António Gomes de Pinho, abordou o tema “ O papel da Cultura na Sociedade Contemporânea”.


-Visita à Casa da Musica; Doprograma constou uma visita guiada à Casa da Musica, um almoço/conferência com a presença do Prof. Luis Valente de Oliveira, que desenvolveu o tema “Evocação das Invasões Francesas no Porto “ e ainda, um Concerto pela Orquestra Nacional do Porto.


-Encontro Cultural, intitulado "Lisboa de Fernando Pessoa"; O encontro teve início na Casa Museu Fernando Pessoa e terminou com uma Conferência no restaurante “Martinho da Arcada” com a presença do Presidente do Centro Nacional de Cultura, Dr. Guilherme D’ Oliveira Martins, que falou sobre “Fernando Pessoa na Cultura de Lisboa”.


-Visita ao Grémio Literário de Lisboa; Teve lugar uma visita guiada às instalações do Grémio Literário seguida de um almoço, no decorrer do qual o associado Dr. José Luís Nogueira de Brito fez uma apresentação histórica do Grémio Literário.


-Visita Cultural à Covilhã;Esta visita realizou-se a convite do Presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Dr. Carlos Pinto. Do programa constou uma recepção na Câmara Municipal, uma visita ao Museu de Arte e Cultura, um almoço na Quinta do Sangrinhal oferecido pela Câmara Municipal e uma visita ao Museu dos Lanifícios, nas instalações da Universidade da Beira Interior. Na continuidade, a comitiva da AEDAR foi recebida na Sede da Junta de Freguesia de Unhais da Serra, pelo seu Presidente, o Dr. António João Rodrigues. A terminar, a comitiva visitou o Hotel termal H20tel.


-Visita Cultural a Ponte de Lima; Esta iniciativa começou com uma visita ao monumento em honra do Cardeal Saraiva. Esta visita permitiu conhecer as personalidades do Cardeal Saraiva e do General Norton de Matos, figuras carismáticas e fortemente ligadas a Ponte de Lima. O convidado para realizar uma palestra acerca da temática foi o Dr. José Norton, biógrafo e sobrinho –neto do General Norton de Matos. A palestra teve lugar no Teatro Diogo Bernardes, seguindo-se um Verde D’ Honra, oferta da Adega Cooperativa de Ponte de Lima. A visita terminou nas Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos, integradas em Paisagem Protegida e Área de Conservação e Preservação da Natureza.


-Visita Cultural a Vila Viçosa;Esta visita realizou-se a convite do Presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, Eng.º Caldeirinha Roma. Do programa constou uma recepção nos Paços do Concelho, uma visita a uma Pedreira, inserida na Reserva Natural das Pedreiras de Mármore. Em digressão turística pedonal por Vila Viçosa realizou-se uma visita ao Castelo, no seu interior visitou-se o Museu de Arqueologia da Fundação Casa de Bragança e no exterior a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição. A terminar visitou-se o Seminário e a Igreja dos Agostinhos (Panteão dos Duques de Bragança).


-Visita Cultural ao Douro;Iniciativa apadrinhada pelos sócios Dr. António Martinho, Presidente da Região de Turismo do Douro e pelo Dr. Luís Roseira, produtor de vinhos do Porto. Com a duração de dois dias, contou um almoço/pic-nic a bordo de uma embarcação turístico-fluvial em Cruzeiro ambiental: Pinhão - Foz do Tua – Pinhão e provas de vinho da região. A visita terminou na casa dos Lagares em Cheires (Alijó) onde pudemos conhecer a unidade de enoturismo.


-Visita Cultural a Porto de Mós e Batalha; Partindo do convite da associada Dra. Ana Narciso, realizou-se uma visita ao CIBA - Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota. A visita decorreu entre o núcleo museológico, um espectáculo multimédia que reconstitui a Batalha e o campo onde a mesma se deu. Seguiu-se um almoço convívio num restaurante local e uma visita ao Mosteiro de Sta. Maria da Vitória, na Batalha. A visita terminou no EcoParque Temático e Sensorial “Pia do Urso”.


-Visita Cultural à área do Porto de Sines e ao Complexo Turístico de Troia; NoPorto de Sines, através da apresentação dos seus principais indicadores de atividade e de uma visita aos diversos terminais, tomou-se conhecimento da importância deste porto para o desenvolvimento nacional. Na visita que tivemos oportunidade de fazer a Troia, constatou-se a requalificação das estruturas e dos espaços de lazer que transformaram o antigo aglomerado turístico da Torralta no sofisticado Complexo Troia Resort.


-Visita Cultural à Zona da Barragem de Alqueva e Pedrógão; Pretendeu-se com esta visita conhecer todas as valências da maior barragem de Portugal e da Europa. Tivemos oportunidade de conhecer os métodos de irrigação de terrenos agrícolas, o abastecimento de água à população, produção de energia elétrica, e outras atividades complementares como o turismo.




- Visita Cultural a Miranda do Corvo; A convite do associado Dr. Jaime Ramos esta foi uma visita que nos deu a conhecer as potencialidades da região, os seus pontos fortes e as suas características. Tivemos a oportunidade de visitar a Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional), uma Fundação que produz um exemplar trabalho de apoio a deficientes, idosos, e crianças. Depois desta visita realizou-se um almoço com os pratos típicos da região e à tarde pudemos usufruir de uma visita guiada ao parque Biológico da Serra da Lousã. Seguidamente à visita ao parque a AEDAR foi recebida na Câmara Municipal de Miranda do Corvo pela Exma. Senhora Presidente, Dra. Fátima Ramos. Visitámos ainda uma exposição na Biblioteca Miguel Torga sobre a Maçonaria e o Advento da República.


- Visita cultural a Tomar- Partindo do convite do associado José Ribeiro Mendes realizou-se uma visita a Tomar. Uma visita guiada pela Diretora do Convento de Cristo deu a conhecer aos presentes o centro de atração turística que o Convento de Cristo continua a representar para a cidade. Uma passagem pelo Aqueduto de Pegões e uma visita à Quinta dos Azinhais fizeram parte do programa, bem como uma visita ao centro histórico que incluiu a Sinagoga, a Praça da República e a Igreja de Santa Maria dos Olivais, com passagem pela Câmara Municipal e receção pelo Senhor Presidente da Câmara.

- Visita cultural a Guimarães; A convite do associado José Alberto Marques e no âmbito de Guimarães – Capital Europeia da Cultura, esta visita pretendeu dar a conhecer o trabalho realizado em Guimarães no desenvolvimento da cidade, na sua promoção enquanto capital europeia da cultura e da importância económica deste título para a cidade e para a região que permitiu a renovação de espaços inutilizados, convertendo-os em centros de dinamismo cultural, captando o turismo nacional e internacional para a cidade.


No âmbito das relações com a Assembleia da República, as excelentes relações com o Gabinete do Presidente da Assembleia da República e com os restantes serviços da AR, permitiram a realização de acções conjuntas, tais como:

- Cerimónia de homenagem ao Ex-Presidente da Assembleia da República, Dr. Vasco da Gama Fernandes, no centésimo aniversário do seu nascimento;

- Cerimónia de Homenagem ao Ex - Presidente da Assembleia da República, Eng.º. Manuel Tito de Morais;

- Cerimónia de Homenagem ao Ex - Presidente da Assembleia da República, Dr. Fernando Monteiro do Amaral;

- Participação nas comemorações do Centenário da Implantação da República;

- Participação em cerimónias significativas promovidas pela Assembleia da República, incluindo as comemorações do 25 de Abril e tomada de posse do Exmo. Senhor Presidente da República.


Relações Externas


A AEDAR na AEAP – Associação Europeia de Antigos Parlamentares


Os Ex-parlamentares, Ex-Deputados e Ex-Senadores, de diversos Parlamentos europeus, participam em associações específicas nacionais, contando a maioria com o apoio dos respectivos órgãos de soberania.


Grande parte das associações nacionais de ex-parlamentares europeus é membro da AEAP - Associação Europeia dos Antigos Parlamentares, que actualmente conta com 20 membros efectivos.


O objectivo da Associação Europeia consiste em promover o ideal europeu e as liberdades individuais e políticas do Estado de Direito democrático. Visando a concretização deste objetivo a Associação Europeia tem promovido colóquios e conferências para divulgação das instituições parlamentares e da função dos seus representantes eleitos, bem como, para debate e reflexão de temas de interesse político geral.


No ano de 2005, a AEDAR apresentou o seu pedido de ingresso como membro Observador da Associação Europeia de Antigos Parlamentares, sendo a sua candidatura admitida por unanimidade, em 17 de Junho.


Desde então, como membro observador, a AEDAR foi convidada para as diversas iniciativas previstas nos Planos de Atividades da AEAP.


Embora sem direito a voto, mas usando exclusivamente da palavra e fazendo propostas validadas, o delegado da AEDAR participou nas reuniões do bureau, realizadas em Paris, Madrid e Toledo, no Seminário conjunto organizado pela Associação Europeia dos antigos parlamentares e pela Associação dos ex-eurodeputados, em Bruxelas, bem como na conferencia bienal sobre o tema “a Europa, o Mediterrâneo e o combate ao Terrorismo”, realizada em Chipre.


Em 14 de Março de 2008 a AEDAR foi admitida por unanimidade como membro efetivo da AEAP.


Nesse ano participou nas reuniões do Bureau e Assembleias – Geral, realizadas em Paris e Bruxelas e ainda no Colóquio Anual sobre o tema Democracia Política Representativa e Democracia Participativa”, em Atenas.

Em 2009, a AEDAR para além de participar em todos as reuniões do Bureau e Assembleias gerais previstas, que decorreram em Paris e no Luxemburgo, foi anfitriã do I Seminário Europeu da AEAP.


O Seminário realizou-se em Lisboa, subordinado ao tema ( proposto e aceite pela Assembleia Geral da Associação Europeia) “- Os Antigos Deputados na Europa: Qual o Papel e que Estatuto na Sociedade Política e Civil?” e culminou com a emissão de uma declaração, intitulada Declaração/Apelo de Lisboa, a enviar a todos os Parlamentos europeus.


O Seminário teve o alto patrocínio do Senhor Presidente da Assembleia da República e o apoio organizativo da Assembleia da República, tendo sido realizado nas instalações da Fundação Gulbenkian.


Tratou-se de uma iniciativa inédita da AEAP realizada em Portugal e contou com a presença de todas as associações nacionais que a constituem.


O sucesso do Seminário foi unanimemente reconhecido por todas as associações participantes, tendo contribuído para o fortalecimento da imagem da AEDAR como um membro responsável, dinâmico e empreendedor.


Em Fevereiro de 2010, na reunião de Assembleia Geral e eleitoral realizada em Paris, a AEDAR foi eleita para o cargo de Vice-presidente da Direcção da AEAP para o biénio 2010-2011.


Ainda em 2010, seguiu-se a participação na Reunião do Bureau, em Bruxelas e no Colóquio de Kiev, onde se abordou o tema “ Migração e Integração na Europa”.


No ano de 2011 a AEDAR participou em 3 reuniões: Reunião restrita do bureau da AEAP de Paris a 21 de Janeiro, Reunião de Direcção e da Assembleia Geral da AEAP de 25 de Fevereiro e Reunião em Estrasburgo a 7 de Outubro.


Na reunião restrita do bureau (comissão executiva) da AEAP de Paris em Janeiro de 2011 discutiu-se o estatuto do ex – deputado, questão que tem sido debatida em algumas destas reuniões, e em conjunto com o projecto da Carta Europeia do Ex Parlamentar. A temática do alargamento da AEAP também surgiu nesta reunião com a sugestão de novos países poderem integrar esta Associação.

Na mesma ocasião discutiu-se a promoção e visibilidade da AEAP através da criação de um cartão europeu do antigo parlamentar, Web site, facebook, data bank de speakers, para colaboração com a UNESCO, entre outros, por sugestão do delegado de Portugal.

Na reunião de Direção e da Assembleia Geral da AEAP de 25 de Fevereiro, realizada em Paris, foram várias as intervenções sobre as conclusões subtraídas do Seminário de Lisboa de 2009 (realizado pela AEDAR), concretamente, o relatório Chaumont sobre a carta europeia do antigo deputado europeu, bem como o relatório Dimmer do relatório síntese do seminário de Lisboa (sobre o estatuto do antigo deputado).

Nesta reunião foi aprovada por unanimidade a carta europeia, ideia apresentada pelos representantes da AEDAR, aquando da reunião de Lisboa em 2009, tendo sido adiada sine die a proposta Dimmer sobre o estatuto dos antigos deputados devido à heterogeneidade de situações.


CPLP


A AEDAR é detentora do Estatuto de Observador Consultivo da CPLP, por resolução emanada da XIII Reunião do Conselho de Ministros da CPLP, em resposta ao pedido formulado nesse sentido, em Julho de 2007.

No dia 30 de Junho na qualidade de Observador Consultivo da CPLP, representada pelo membro da Direcção José Luis Nogueira de Brito, participou na III Reunião entre os Observadores Consultivos e o Secretariado Executivo da CPLP que teve lugar nas instalações da sede da Fundação Calouste Gulbenkian.

No dia 29 de Outubro a AEDAR, representada pelo membro da Direcção Luis Nandin de Carvalho e convidada pela CPLP e pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, participou na conferência inaugural do Ciclo de Conversas informais sobre Energias Renováveis, subordinada ao tema “Os grandes Objectivos, Desafios e as Oportunidades das Energias Renováveis no Espaço da CPLP”, que teve por objectivo divulgar as actividades da CPLP no respeitante ao sector da Energia /Energia Renovável. A conferência decorreu na Universidade Nova de Lisboa - Campos da Caparica, na Caparica.

sexta-feira, outubro 19, 2012

A AEDAR foi conhecer o CENIMAT - Centro de Investigação de materiais na Faculdade de Ciência e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa


No seguimento do Fórum realizado  a 30 de Março pela AEDAR subordinado ao tema " A Inovação aprende-se?" no qual pudemos contar com a presença da premiada cientista nacional,  a Dra. Elvira Fortunato,  a AEDAR foi convidada a conhecer as instalações do CENIMAT - Centro de Investigação de materiais integrado na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova.





O CENIMAT é um centro de investigação científica nacional, integrado na FCT/UNL através do Departamento de Ciências dos materiais. Este centro foi criado em 1993 no âmbito do Programa Ciência  e desde 2006 que integra o Laboratório associado I3N ( Instituto de Nanoestruturas, Nanomodelação e nanofabricação).


O CENIMAT / I3N desenvolve diversas acções de investigação, desenvolvimento e inovação em diferentes domínios de ponta da área da Ciência, Engenharia de Materiais e Micro / Nanotecnologias , envolvendo as áreas de semicondutores, óxidos, polímeros, cristais líquidos, filmes finos, metais, biomateriais, cerâmicos, vidros e materiais compósitos.






O CENIMAT possui laboratórios de investigação equipados com modernos equipamentos de produção e caracterização na área dos materiais e dispositivos, sendo de destacar o recente laboratório de nanofabricação , primeiro do género instalado em Portugal.


O CENIMAT encontra-se organizado em 4 grupos de investigação: Materiais da Electrónica e Optoeletrónica, Materiais Estruturais, Materiais Poliméricos e Mesoformos e Estruturas Dielétricas aos quais está associada uma equipa altamente especializada , composta por 41 investigadores doutorados e 35 estudantes de doutoramento/mestrado.






Nesta visita a AEDAR teve oportunidade de ser recebida pela Director da Faculdade , pela Directora do Centro, a Dra. Elvira Fortunato e pelo Dr. Rodrigo Martins e de conhecer o magnifico trabalho desenvolvido por este centro de investigação, bem como os seus laboratórios.


O CENIMAT tem realizado um importante e meritório trabalho. A título de exemplo, conseguiu produzir pela primeira vez em todo o mundo transístores com uma camada de papel que são tão competitivos como os melhores transístores de filme fino baseados em óxidos semicondutores, área de investigação de ponta em que o Cenimat detém patentes internacionais.




Os resultados obtidos “auguram promissoras aplicações no campo da electrónica descartável. Os novos transístores poderão, assim, ser usados em ecrãs de papel, etiquetas e pacotes inteligentes, “chips” de identificação e aplicações médicas. E a produção em larga escala será facilitada pelo baixo custo do papel no mercado mundial.

A celulose é o principal biopolímero existente no nosso planeta e a indústria electrónica está a investir cada vez mais no desenvolvimento de dispositivos com biopolímeros, devido a seu baixo custo, tendo surgido alguns estudos a nível internacional sobre a utilização do papel como suporte físico de componentes electrónicos. Mas é a primeira vez que se utiliza papel como parte integrante de um transístor.

O Cenimat fabricou transístores de filme fino onde o isolante eléctrico – ou dieléctrico – é feito em papel vegetal ou de fotocópia. Um transístor é constituído por três terminais: a fonte, o dreno e a porta (ver ilustração). Nos dispositivos produzidos pelos investigadores da Universidade Nova – os chamados transístores de efeito de campo (FET-Field Effect Transistor, em língua inglesa) – a corrente eléctrica que passa entre a fonte e o dreno é controlada pela tensão aplicada à porta, que tem de estar isolada. A inovação consistiu precisamente no uso do papel para esse efeito num dos lados, e como suporte do próprio dispositivo no outro.



 Telhas a energia solar

Recorde-se que no final de Maio foi apresentada em Los Angeles uma nova geração de mostradores da Samsung a aplicar em telemóveis e outros suportes, desenvolvida pelo Cenimat e que usa novos materiais cerâmicos com propriedades semicondutoras ligados à chamada electrónica transparente. O centro de investigação da Universidade Nova está envolvido noutros projectos nesta área na Coreia do Sul, Irlanda, EUA, Itália e França.









Este é apenas um de muitos valiosos trabalhos desenvolvidos nos laboratórios do CENIMAT. Um projecto de interesse nacional que eleva os nossos cientistas ao mais alto patamar mundial e que merece todo o reconhecimento.



Fonte de alguma informação:

http://www.cenimat.fct.unl.pt/

http://idpt.wordpress.com/2008/08/26/elvira-fortunato/


quarta-feira, outubro 10, 2012

Esclarecimento

A Associação dos Ex – deputados foi criada no ano de 2003. Em Março de 2005 a Associação dos Ex-Deputados foi declarada, por deliberação da Assembleia da República, como Associação de Interesse Parlamentar, ao abrigo do nº.3 do artigo 28º. da Lei nº.7/93, de 1 de Março (Estatuto dos Deputados).

A Associação dos Ex – Deputados tem como objetivo promover e consolidar as relações entre os Ex – deputados da Assembleia da República, contribuindo para a valorização e prestígio da Assembleia da República enquanto órgão de soberania e incentivando o relacionamento, colaboração e intercâmbio com entidades similares, nomeadamente em projeto de cooperação com os países da CPLP e da União Europeia.

Efetivamente tem vindo a fazer trabalho junto das entidades similares estrangeiras , sendo inclusive membro do Conselho Consultivo da CPLP e da Associação Europeia dos Antigos Parlamentares, para a qual promoveu em Outubro de 2009 um Seminário Internacional sobre o tema "Os Antigos Deputados na Europa:” Qual o Papel e que Estatuto na Sociedade Política e Civil?” que culminou com a emissão de uma declaração, intitulada Declaração/Apelo de Lisboa, a enviar a todos os Parlamentos europeus.

Informamos ainda que a AEDAR nunca promoveu nenhum torneio de golfe, nem quaisquer tipos de atividades desportivas dos seus associados nos seus planos de atividades, 
nem para esse efeito a AEDAR recebeu ou utilizou qualquer subsidio da Assembleia da República.

A AEDAR está solidária com a atual situação orçamental do país pelo que está previsto um corte de mais de 40% na sua dotação orçamental.

Mais informamos que a AEDAR possui página de facebook e página de blog com a finalidade de demonstrar, de forma idónea e clara, o trabalho realizado, estando este espaço aberto ao diálogo.